terça-feira, 19 de maio de 2015

EUA afirmam que altos funcionários do governo venezuelano transformaram o país em centro Global de distribuição de cocaína

EUA afirmam que altos funcionários do governo venezuelano transformaram o país em centro Global de distribuição de cocaína, A justiça americana há anos investiga altos funcionários da Venezuela por suspeitar que transformaram o país sul-americano em um centro global de tráfico de cocaína e lavagem de dinheiro, publicou nesta segunda-feira o "Wall Street Journal".

Entre os funcionários venezuelanos que estão sendo investigados está o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o governista Diosdado Cabello, apontaram diferentes fontes anônimas consultadas pelo jornal nova-iorquino.

Diosdado Cabello presidente da Assembleia Nacional 
venezuelana principal alvo das investigações

"Há grandes provas para justificar que (Cabello) não é só um dos chefes, mas o chefe do cartel", afirmaram fontes do Departamento de Justiça, que acrescentaram que o presidente da Assembleia Nacional venezuelana é "o principal alvo da investigação". A Agência Americana Antidrogas (DEA) e as procuradorias federais em Nova York e em Miami fazem parte da investigação, baseada em provas oferecidas por ex-traficantes de drogas e desertores do exército venezuelano

As investigações são uma resposta a uma explosão no tráfico de drogas no país rico em petróleo, Autoridades dos EUA dizem. Sob pressão na Colômbia, onde as autoridades lutou agressivamente o tráfico de drogas, com US $ 10 bilhões em ajuda dos EUA desde 2000, muitos traficantes colombianos mudou operações para a vizinha Venezuela, onde as autoridades de aplicação da lei dos Estados Unidos dizem ter encontrado um governo e militares ansiosos para permitir e, finalmente, controlar a cocaína contrabandeada através do país.

"A maioria dos traficantes colombianos mudou para a Venezuela ", disse Joaquín Pérez, um advogado de Miami que representa traficantes colombianos que reconheceram que operam fora da Venezuela, A Venezuela não produzem coca, a folha usada para fazer a cocaína, Mas os EUA estima que cerca de 131 toneladas de cocaína, cerca de metade da cocaína produzida na Colômbia, tenha sida contrabandeada para Venezuela, em 2013, o último ano para o qual há dados disponíveis.

Os promotores não estão mirando o ditador Nicolás Maduro, que está no poder desde a morte de Chávez há dois anos, Funcionários de aplicação da lei dos EUA dizem que eles vêem vários outros funcionários venezuelanos e oficiais militares como os líderes de facto de das organizações de tráfico de drogas que usam a Venezuela como uma plataforma de lançamento para carregamentos de cocaína para os EUA, bem como a Europa.

U.S. prosecutors are investigating Venezuela’s second most-powerful man and other high-ranking officials on suspicion they have turned the country into a global cocaine hub.
Posted by The Wall Street Journal on Segunda, 18 de maio de 2015

Reportagem do Wall Street Journal

2 comentários:

  1. Alguém duvida que o Governo brasileiro e demais PTralhas estão juntos neste crime?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...